Xondaro: a dança do guerreiro

A entrada do novo governo brasileiro, nesse início de 2023, pode trazer alguns avanços para as condições de vida dos povos indígenas, como a fundação do ministério dos povos indígenas e a proibição do garimpo em suas terras. Se compararmos com os anos de Bolsonaro, onde massacres indígenas eram até incentivados, podemos aceitar que estamos navegando com ventos favoráveis.

Porém, lembremos que, mesmo nos primeiros governos PT, a luta indígena por direitos não parou. Desde que os conquistadores europeus pisaram nestas terras em que vivemos, os povos originários sofreram e continuam a sofrer a perda de direitos a seus territórios e à sua cultura. Se, agora, as instituições dos homens brancos os olham com algum respeito, amanhã, não temos como saber. A única certeza é a luta. E podemos conhecer um pouco dela na obra de Vitor Flynn Paciornik, Xondaro.

Trata-se de uma História em Quadrinhos, publicada em 2016 pela editora Elefante, em parceria com a Fundação Rosa Luxemburgo. Através de 60 páginas coloridas, ela apresenta a narrativa de um casal de anciãos Guarani Mbyá, que explicam a história de resistência de seu povo para um grupo de jovens.

Durante a narrativa, o autor nos apresenta momentos recentes da trajetória de luta do povo Guarani Mbya de São Paulo, mais precisamente, ações ocorridas entre os anos de 2013 e 2014. O que nos mostra que, mesmo na maior metrópole do país, os povos originários continuam existindo e mantendo suas tradições e modo de vida.

A arte aquarelada de Paciornik é muito delicada e bonita, representando, em detalhes, as casas de barro dos guarani e outros aspectos da aldeia. O autor mantém um blog na internet, o Quadrinhos B, onde se dedica a postar suas artes e projetos em desenvolvimento.

Conheça essa excelente publicação, apóie o quadrinho nacional e os povos indígenas. Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s